Joana Amorim Autora

domingo, 8 de novembro de 2015


Luz

É sua a branda voz singela
Que surta os meus pensamentos
Que me isola e me encanta.

Brilha como a luz do dia
Que me cega, transparece
Constrói em mim a magia.

Atormenta os meus desejos
Faz-me sonhar com a lua
E me faz escutar o som dos pássaros.

Para que não me achem, fujo das sombras
Faço de conta que sou forte
Para que não saibam das minhas fraquezas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário