Joana Amorim Autora

domingo, 8 de novembro de 2015


Meu sonho

Sonho em ensinar
Repassar minha fascinação
Pelas palavras combinadas e descombinadas
Quando a caneta deslizar.

Naquele papel branco
Que se transformará em um poema
Com palavras doces e sem sentido
Como o movimento de um balanço.

Ensinar a respirar poesia
Dormir e acordar sonhando
                                Passar dias ouvindo música                                 
Para que entenda a magia.

Daquele tom inexplicável e suave
Que só a sensibilidade ouve
E declarar para o mundo
O que me aflige.

Nenhum comentário:

Postar um comentário